Com Caramez, Alckmin inicia obras de nova ponte sobre o rio Tietê em Anhembi

O presidente da Comissão de Transportes e Comunicações, deputado estadual João Caramez, participou, dia 23/11, da solenidade de início das obras de uma nova ponte sobre o Rio Tietê na SP-147, Rodovia Samuel Castro, nas proximidades do município de Anhembi. O parlamentar acompanhou o governador Geraldo Alckmin no pontapé inicial da obra que representa um investimento de R$ 54,9 milhões. O valor será financiado pelo Banco Mundial e o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).

“São três boas notícias para a região. A primeira o início da ponte sobre o Rio Tietê, que terá um dos maiores vãos livres de pontes fluviais da América Latina. Além do início da ponte, a autorização para duas novas obras: a dragagem da Hidrovia Tietê-Paraná, que está batendo este ano o seu recorde para 8 milhões de toneladas e vai evitar interrupções de tráfego no período de estiagem, e a SP-147 que nós estamos autorizando a licitação”, disse Alckmin. As intervenções vão acontecer em 24,7 quilômetros da SP-147, no trecho entre Anhembi e a sua conexão com a Rodovia Marechal Rondon (SP-300).

A rodovia faz a ligação entre os municípios de Piracicaba, Anhembi e Botucatu, com início na interligação com a Rodovia Capitão Pedro Astenori Mariagliani (SP-008), no município de Socorro, com término na ligação com a Rodovia Castelo Branco (SP-280), em Bofete. Por ela, é transportada a produção de cana de açúcar e da pecuária de corte da região.

Localizada no km 210,5 da Rodovia Samuel de Castro Neves (SP-147), além dos benefícios que trará aos usuários, a construção da nova ponte vai garantir mais agilidade para o tráfego de comboios pela Hidrovia Tietê-Paraná. “Serão 200 novos postos de trabalho e segurança para a população”, salientou Caramez. “Obrigado governador Alckmin por atender nossa reivindicação e dar início a esta obra que beneficia dois modais de transporte: rodoviário e hidroviário, pois além de atender aos usuários que trafegam pela rodovia, trará mais agilidade ao tráfego de comboios pela Hidrovia Tietê-Paraná”, concluiu o deputado.

A nova ponte substitui a atual e será construída em estrutura metálica, com um vão de 172 metros de comprimento, 18 metros de largura e 30 metros de altura (o equivalente a um prédio de 10 andares). Como solução de engenharia, a ponte não terá pilares dentro d’água e assim as embarcações poderão navegar com mais agilidade pelo rio. A estimativa é a de reduzir o tempo de percurso em até uma hora e meia. A obra deve estar concluída em dezembro em maio de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *