FGAN discute o futuro do Gás Natural em SP e no Brasil

Dia 11/04, em reunião presidida pelo deputado estadual João Caramez, a Frente Parlamentar de Apoio ao Desenvolvimento do Gás Natural no Estado de São Paulo recebeu o professor Associado do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo – USP, Edmilson Moutinho, que ministrou palestra sobre “O Futuro do Gás Natural: Sugestões para uma agenda de proposições para São Paulo/ Brasil. A reunião aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e contou com a participação de representantes do Governo do Estado e integrantes do setor.

O professor avaliou positivamente o cenário paulista. “São Paulo encontra-se em situação favorável para a construção da civilização do gás e formação de HUB tecnológico gasífero”, disse. “O pré-sal está quase dentro da região sudeste. É uma fonte quase inesgotável de energia dentro do principal mercado do país. Em outros locais onde essa situação ocorreu, houve uma enorme mudança de cultura e de perfil tecnológico ” e isso acontecerá com São Paulo, que fará bom uso do gás”, disse.

Moutinho também citou oportunidades que podem estar sendo perdidas como: desconhecimento do potencial energético do gás; incapacidade de fazer escolhas energéticas coerentes; no Brasil, gás como transição; e ausência do direcionamento dos formuladores de políticas.

Coordenador da FGAN, Caramez destacou a importância do trabalho conjunto para garantir o desenvolvimento do setor. O objetivo é garantir condições de expansão para que a população tenha acesso ao serviço. “O gás natural é uma fonte de energia mais eco­nômica, que possibilitará o acesso a todos os cidadãos. Precisamos identificar deman­das para popularizar o uso do gás”.

Participaram do evento membros da Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado (Arsesp), da Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento (Aspacer) e da Companhia de Gás de São Paulo (Comgas).

Fotos: Assessoria de Imprensa

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *