Assembléia realizará seminário sobre neutralização de carbono

Acontece na próxima terça-feira, 24/4, na Assembléia Legislativa, o Seminário sobre Neutralização de Emissões de Carbono, coordenado pelo deputado João Caramez (PSDB), com apoio da Fundação SOS Mata Atlântica, da Associação do Verde e Proteção do Meio Ambiente (Avepema) e da Max Ambiental. O evento terá início às 14h, no auditório Franco Montoro, e contará com a presença de deputados, secretários estaduais e municipais, ambientalistas, prefeitos e vereadores paulistas.
A iniciativa é pioneira no Brasil e tem o objetivo de alertar o poder público para as conseqüências do efeito estufa na atmosfera terrestre. “Combater o aquecimento global é uma responsabilidade de todos, especialmente porque a emissão de carbono decorre não só do uso de combustíveis fósseis, carvão e outros agentes poluidores industriais ou de veículos, mas também de toda e qualquer atividade humana”, explica João Caramez.
O evento será totalmente neutralizado, já que os organizadores compensarão a emissão do carbono emitida durante a realização do seminário, por meio do plantio de árvores. O cálculo será feito pela Max Ambiental, detentora do selo “Programa Carbono Neutro” no país.

Projeto

Caramez é o autor do projeto de resolução (5/07) que propõe a criação do Programa Carbono Neutro na Assembléia Legislativa, para a neutralização total ou parcial das emissões de carbono decorrentes das atividades desenvolvidas nesta Casa de Leis.
O projeto propõe que, no prazo de seis meses, contados a partir da publicação da resolução aprovada, deverá ser realizado e concluído o inventário de emissões de dióxido de carbono geradas por cada setor da Casa, como gabinetes, plenários e departamentos administrativos.
Técnicos e representantes de instituições públicas e privadas envolvidas com a preservação ambiental deverão auxiliar uma comissão especial criada para implantação e acompanhamento da medida. Caberá à Mesa Diretora viabilizar as formas de reduzir a emissão de gases de efeito estufa (GEE), especialmente quando da aquisição de novos veículos.
A compensação pela emissão de carbono gerado pelos gabinetes dos deputados caberá a cada um deles, os quais serão responsáveis pelo aporte de recursos para aplicação em projetos ambientais. Os recursos para a implantação do programa serão destinados anualmente pela Assembléia Legislativa.
Caramez propôs o projeto por conta da preocupação atual com relação ao aquecimento global, que deixou de ser um risco e se tornou realidade. “Já está na hora de demonstrarmos para a opinião pública que podemos reverter o problema das mudanças climáticas causadas pelo efeito estufa”, conclui o deputado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.