Caramez defende hidrovia em reunião da Comissão de Transportes com o secretário Arce

O coordenador da Frente Parlamentar das Hidrovias (FPH), deputado estadual João Caramez, defendeu quarta-feira, dia 24/11, a expansão do anel hidroviário durante reunião da Comissão de Transportes e Comunicações que contou com a presença do secretário de Estado dos Transportes, Mauro Arce, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Membro efetivo da Comissão, Caramez questionou o secretário sobre a falta de previsão de dotação orçamentária para investimentos na hidrovia em 2011, conforme projeto orçamentário que tramita na Assembleia Legislativa.

Para garantir investimentos no setor, o projeto recebeu seis emendas de Caramez. Do nº 7686 a 7691, as emendas visam garantir a destinação de mais de R$ 125 milhões em favor do modal hidroviário, prevendo recursos para melhorias em pontes, canais, eclusas, entre outras benfeitorias.

Arce concordou com o parlamentar a respeito da importância da hidrovia, mas argumentou que as obras na Hidrovia Tietê Paraná, como a de desassoreamento do reservatório de Barra Bonita, contam com recursos da AES Tietê e da CESP que operam os reservatórios.

O deputado enfatizou a necessidade de mais investimentos, inclusive do Tesouro do Estado, para a expansão e eliminação de gargalos da hidrovia, por ser esse o modal que mais poderá contribuir com a redução de CO2, prevista na Política Estadual de Mudanças Climáticas.

Pedindo o apoio do secretário para suas emendas, Caramez destacou as condições favoráveis para a implementação do Hidroanel, na qual os recursos foram previstos na emenda 7689 de sua autoria. Defendeu que as hidrovias possibilitam um transporte mais seguro, limpo, sem agredir o meio ambiente, fundamental para o desenvolvimento socioeconômico sustentável e o combate às ameaças do aquecimento global.

Segundo Caramez, a FPH continuará se empenhando para alterar a matriz de transporte do Estado de São Paulo e fomentar a utilização da hidrovia como modal de maior eficiência energética e menor impacto ambiental; estimular o aproveitamento múltiplo da hidrovia e sua exploração comercial; desenvolver de forma sustentada o potencial turístico, cultural, de lazer e esportivo da hidrovia; apoiar projetos de preservação e recuperação do rio Tietê; e viabilizar projetos e investimentos para os municípios situados na área lindeira da Hidrovia Tietê-Paraná.

Deputado João Caramez
Deputado João Caramez

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.