Caramez e ex-presos políticos se reúnem com Marrey

O deputado estadual João Caramez (PSDB), juntamente com os integrantes do Fórum de Ex-presos e Perseguidos Políticos de São Paulo, se reuniu na última quarta-feira, 28/3, com o secretário de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania, Luiz Antonio Marrey, nas dependências da secretaria. A audiência teve como objetivo apresentar ao novo secretário o Fórum, presidido por Raphael Martinelli, que luta para que os ex-presos e perseguidos políticos recebam indenizações por torturas sofridas durante a Ditadura.
Martinelli também apresentou ao secretário uma proposta de revitalização para o Memorial da Liberdade, existente na Pinacoteca do Estado. Entre as solicitações estão o pedido de mudança do nome para Memorial da Resistência e a confecção de um mural com nomes dos presos políticos que passaram pelas prisões do Deops (Departamento de Ordem Política e Social), durante o Regime Militar.
O secretário recebeu as solicitações do Fórum positivamente e informou aos integrantes que a revitalização do Memorial da Liberdade depende da anuência da Secretaria de Estado da Cultura e se colocou à disposição para intermediar o processo.
Projeto de Lei
É de autoria do deputado Caramez o PL 85/2006, que solicita a reabertura por 90 dias, do prazo estabelecido na Lei nº 10.726, de 2001, que dispõe sobre indenização às pessoas detidas sob a acusação de terem participado de atividades políticas no período de 31 de março de 1964 a 15 de agosto de 1979, que tenham ficado sob a responsabilidade de órgãos públicos do Estado.
“Apesar do aperfeiçoamento das condições previstas para indenizar as vítimas de tortura daquela época, muitas pessoas que poderiam ter sido beneficiadas pela lei, não o foram, por absoluta falta de informação a respeito. Por isso estamos solicitando a reabertura do prazo”, explicou o deputado.
Martinelli está confiante com a possibilidade da reabertura do prazo para que outros ex-presos e perseguidos políticos também tenham a oportunidade de serem indenizados. “Estamos torcendo para que o projeto entre logo na ordem do dia e seja aprovado. Também espero que os pagamentos das indenizações sejam agilizados, pelo governador José Serra, já que ele próprio foi um ex-preso político”.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.