Caramez faz alerta sobre epidemia de conjuntivite e defende higienização dos óculos para filmes 3D

Em pronunciamento no Plenário Juscelino Kubistchek, quarta-feira, dia 13/04, o deputado estadual João Caramez alertou sobre os cuidados para combater a contaminação de conjuntivite que está ocorrendo no estado de São Paulo. Na ocasião, o parlamentar defendeu o projeto de Lei nº 598/2010, de sua autoria, que dispõe sobre a obrigatoriedade de higienização dos óculos utilizados para filmes em terceira dimensão (3D).

O PL de Caramez obriga os cinemas e demais estabelecimentos que exibem filmes em 3D a disponibilizar, para cada espectador, óculos apropriados para essa finalidade devidamente higienizados e embalados individualmente em plástico estéril com fechamento a vácuo.

“O Estado de São Paulo está tendo uma epidemia de conjuntivite, doença altamente contagiosa e, até o final do ano, mais de 35 filmes em 3D entrarão em cartaz nos cinemas da Capital, região onde houve o maior número de casos”, alertou o deputado. A Itália sofreu uma grande epidemia de conjuntivite, quando o filme Avatar foi exibido naquele país. Tornar lei esta propositura é cuidar da saúde”, completou.

Segundo ele, a nova tecnologia de filmes em 3D tem atraído um grande público para as salas de cinema e como os óculos utilizados não são descartáveis, faz-se necessária uma higienização adequada para evitar riscos de contaminação e de problemas oculares como a conjuntivite.

O parlamentar salientou também o trabalho do Governo do Estado de São Paulo para combater a contaminação da doença. “O governo pede que a população adote medidas de prevenção, que vão desde lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou com álcool gel, evitar coçar os olhos e manter contato muito próximo com pessoas já infectadas”, explicou.

Segundo o CCD (Centro de Controle de Doenças), da Coordenação de Vigilância em Saúde, a epidemia de conjuntivite que se espalhou pelo Estado de São Paulo, concentra a maioria dos casos na capital paulista. Entre os dias 1º de fevereiro e 18 de março, foram notificados 71.252 casos de conjuntivite viral nos serviços de saúde do município.

Os sintomas da conjuntivite são irritação ocular, olho vermelho, edema na pálpebra, prurido, intolerância à luz e aumento de secreção ocular. Já, a transmissão acontece pelo contato direto, por meio de objetos contaminados, piscinas, etc.

Caramez em explanação no plenário
Deputado faz alerta sobre epidemia de conjuntivite

Fotos: A. C. Paraíba

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.