Caramez participa de reunião para implantação de dutos para exportação de açúcar e álcool

O deputado estadual João Caramez (PSDB/SP) esteve no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, na manhã desta quinta-feira, 6 de julho, para acompanhar a assinatura feita pelo governador Cláudio Lembo, do protocolo de intenções com a União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (Única).

O objetivo dessa assinatura é realizar estudos para a implantação de um sistema dutoviário nas faixas de domínio das rodovias, para a exportação de álcool a partir do Rio Tietê através dos portos de Santos e de São Sebastião.

Durante o evento, o  governador autorizou as faixas de domínio das rodovias para a construção do alcoolduto. “Com essa autorização, a previsão da construção do alcoolduto será mais rápida, porque não tem desapropriação”, informou.

Por esse protocolo, a secretaria de Estado dos Transportes passa também a estudar as viabilidade técnica, econômica e ambiental da infra-estrutura requerida para o transporte de açúcar a granel sólido, por hidrovia ou ferrovia, até o Porto de Santos, onde se concentram diversos terminais açucareiros, com o aproveitamento dos corredores Norte-Nordeste, Oeste-Noroeste e a Hidrovia Tietê-Paraná.

Serão analisados ainda o transporte de álcool em larga escala por hidrovia, ferrovia ou duto até o Porto de São Sebastião; o transporte de álcool de maior valor agregado pela hidrovia, ferrovia e duto até o Porto de Santos e ainda o transporte da cana-de-açúcar pela Hidrovia Tietê-Paraná das áreas de produção até as usinas.

A secretaria dos Transportes vem acompanhando o desenvolvimento da logística de transportes de açúcar, álcool e diversos produtos agropecuários, promovendo o aumento da produção e, principalmente, o das exportações por meio da organização e estímulo ao transporte fluvial na Hidrovia Tietê-Paraná.

O deputado João Caramez é um entusiasta do transporte hidroviário, sendo o criador da Frente Parlamentar das Hidrovias na Assembléia Legislativa, que está em andamento e discutindo diversas formas de estar viabilizando esse tipo de transporte. “O objetivo da Frente é incrementar a utilização racional e integrada dos recursos hídricos do Estado para o transporte de cargas e passageiros e desenvolver o seu potencial econômico, em conjunto com as entidades representativas do setor”.

Na última safra, a produção brasileira foi de 386 milhões de toneladas de cana. Essa matéria-prima se transformou em 27 milhões de toneladas de açúcar e 15 milhões de metros cúbicos de álcool. A região Centro-Sul respondeu por 85% da cana, 83% do açúcar e 89% do álcool produzido. O Estado de São Paulo foi responsável por 74% da produção de açúcar e 67% da produção de álcool.

Uma das ações importantes do Governo paulista para o setor foi a redução de ICMS de 25% para 12% sobre o álcool hidratado. A redução da alíquota permitiu um crescimento de 7% na arrecadação estadual. 
Fonte: Assessoria de Imprensa do Governo do Estado

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.