Caramez participa de seminário sobre ferrovia na Fiesp

            O deputado João Caramez (PSDB) participou na manhã de quarta-feira, 26/11, do 6º Seminário Sobre Ferrovias: Implantação e Reativação de Ramais Ferroviários no Estado de São Paulo. O evento foi realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento e a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) com o objetivo de discutir a ampliação desse modal de transporte, importante para a competitividade da economia brasileira.
            O evento foi aberto por Paulo Skaf, presidente da Fiesp e contou com a participação do secretário de Estado dos Transportes, Mauro Arce; Luciano Santos Tavares, secretário-adjunto de Desenvolvimento do Estado; Júlio Fontana Neto, presidente da ANTF (Associação Nacional dos Transportes Ferroviários; e Noboru Ofugi, diretor da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), entre outros.
            Para Caramez, a importância de revitalizar os investimentos em ferrovias vai além dos benefícios econômicos, já que este é um meio de transporte pouco poluente. Como coordenador da Frente Parlamentar das Hidrovias na Assembléia Legislativa, o deputado também defendeu o implemento da hidrovia para o transporte de cargas e de pessoas e sua integração aos outros modais.
            O secretário dos Transportes tem a mesma opinião. Segundo Mauro Arce, o governo vai estabelecer medidas para “descentralizar” o sistema de transporte paulista, concentrado no modelo rodoviário. Para isso, será preciso incentivar outros modais como o hidroviário e o ferroviário. “Temos que descongestionar nossa matriz, que hoje é 88% concentrada nas rodovias”, disse.
            Com relação ao projeto Ferroanel, em estudo pelo Governo do Estado, o secretário-ajunto de Desevolvimento, sugeriu que os participantes do seminário contribuíssem com opiniões e sugestões, ajudando o governo a decidir sobre as prioridades do projeto. “Ainda não definimos se a prioridade é construir o Tramo Sul ou o chamado Megulhão. Por isso, é muito importante que os especialistas aqui presentes tenham uma posição para nos ajudar a tomar a decisão mais acertada”, completou Tavares.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.