Caramez promove audiência entre prefeito de Timburi e secretária da Educação

O deputado estadual João Caramez (PSDB) intermediou na manhã de terça-feira, 11/12, audiência entre a secretária de Estado de Educação, Maria Helena Guimarães de Castro, e o prefeito de Timburi, Paulo César Minozzi. A primeira-dama, Leila Paiva Minozzi, também estava presente. Na ocasião, o prefeito apresentou à secretária abaixo-assinado dos pais de alunos da única escola de Timburi pedindo o cancelamento do programa Escola de Tempo Integral, onde os estudantes passam o dia inteiro na escola.
Segundo o prefeito, embora o programa tenha grandes méritos a implantação dele em Timburi não agradou à população, pois, a cidade com menos de três mil habitantes possui uma extensão territorial de mais de 180 quilômetros e, por causa disso, os alunos que moram muito distante do centro precisam deixar suas casas de madrugada para chegarem cedo à escola e só retornam a noitinha, o que faz com que as crianças passem muito tempo longe dos pais.
“O problema é que a cidade possui apenas uma escola. Se houvesse mais de uma, seria mais fácil, pois, os pais poderiam escolher de acordo com suas necessidades se o filho seria matriculado numa escola de período normal ou integral”, explicou Caramez à secretária.
Maria Helena concordou com a explicação e afirmou que o programa Escola de Tempo Integral foi idealizado para cidades maiores, onde os pais passam o dia todo trabalhando e as crianças não têm com quem ficar. “Essa iniciativa tem dado muito certo em regiões periféricas, pois, ao mantermos o aluno o dia inteiro na escola evitamos que as crianças fiquem nas ruas, sujeitas a riscos e à violência”, disse ela.
A secretária explicou que o cancelamento do programa em Timburi é perfeitamente possível e apenas solicitou alguns documentos para justificar e formalizar a alteração. Ela afirmou ainda que com a mudança, a cidade pode ser contemplada com outro tipo de programa educacional mais adequado à realidade dos timburienses.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.