Deputado Caramez recebe Selo Carbono Cidadão na 9ª Conferência Latino Americana de Preservação ao Meio Ambiente

Pela terceira vez, em reconhecimento pelos trabalhos realizados em prol da defesa e preservação do meio ambiente, o deputado estadual João Caramez recebeu o Selo Carbono Cidadão. A entrega da honraria aconteceu quinta-feira, dia 10/06, na 9ª Conferência Latino-americana de Preservação ao Meio Ambiente, promovida pelo Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O evento, que reuniu especialistas do setor, teve como tema “Sustentabilidade o caminho que pode mudar o mundo”.

O prêmio Selo Carbono Cidadão é um certificado que comprova a contribuição do parlamentar para o projeto de neutralização de emissão de gases como o dióxido de carbono (CO2) que são emitidos na natureza, gerando o efeito estufa e as mudanças climáticas inesperadas que alteram as correntes marítimas, a elevação do nível dos oceanos e provoca incêndios em áreas florestais.

Caramez é o primeiro deputado estadual a realizar o plantio de mudas de espécies nativas para neutralizar a emissão de carbono produzido em seu gabinete. Nesta semana, para neutralizar a emissão de carbono de seu gabinete, na Assembleia Legislativa do Estado, ele realizou o plantio de cem mudas de espécies nativas no Parque Ecológico do Tietê, em São Paulo.

O presidente do IBDN, Rogério Iório, destacou a importância da atuação de Caramez nesse trabalho de preservação do meio ambiente . Para ele, o deputado representa um exemplo a ser seguido.

Caramez que tem lutado por medidas que garantam atenção e cuidado com o meio ambiente falou da importância de se adotarem ações urgentes para a preservação da natureza. O deputado é coordenador da Frente Parlamentar de Apoio à Mineração (FPAM) e da Frente Parlamentar de Hidrovias (FPH), ambas diretamente relacionadas com o meio ambiente.

O trabalho realizado pela FPH pauta-se na relevância e urgência de se promover o transporte sustentável, priorizando o aumento da utilização de modalidades com maior eficiência energética, menor queima de combustíveis fósseis e menor emissão de quantidade de poluentes por unidade transportada, como a hidrovia.

Já a FPAM tem como uma de suas principais propostas a criação de um órgão gestor de mineração representativo na esfera estadual, ação considerada essencial para que São Paulo tenha uma política que promova o conhecimento e melhore o aproveitamento econômico e social dos recursos do setor mineral.

Caramez, Rogério Iório, do IBDN, e Antonio Bernardes, da Secretaria do Meio Ambiente

Texto: Assessoria de Imprensa- Foto: A. C. Paraíba

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.