Deputado participa de discussão do Município Verde e Azul com vereadores

O deputado estadual João Caramez (PSDB) participou nesta terça-feira, 06, no Parque Anhembi, em São Paulo, do seminário “A responsabilidade do legislativo local – 50 ideias”, realizado pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA), em parceria com a Uvesp (União dos Vereadores do Estado de São Paulo). O evento contou ainda com a presença do secretário estadual de meio ambiente, Xico Graziano, do secretário da pasta municipal, Eduardo Jorge e do presidente da Uvesp, Sebastião Misiara
Durante o seminário, cerca de 50 vereadores e nove prefeitos da Região Metropolitana de São Paulo, discutiram a aplicação do Projeto Município Verde Azul e como os vereadores paulistas podem contribuir de maneira prática com a política ambiental nos municípios. Temas como mudanças climáticas, inspeção veicular na Capital e saneamento foram debatidos no encontro.
Como representante do legislativo estadual paulista, Caramez relatou aos vereadores sua atuação parlamentar nas questões ambientais. “O mundo exige a mudança de comportamento do ser humano. E nós, como agentes públicos, temos a responsabilidade de dar o exemplo”, disse o deputado conhecido por seu engajamento na questão ambiental.
Caramez citou, como exemplo, o projeto de resolução criado por ele, em 2007, que propôs, pela primeira vez no país, a criação do Programa Carbono Neutro na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, para a neutralização total ou parcial das emissões de carbono decorrentes das atividades desenvolvidas na Casa de Leis Paulista.
O deputado também falou sobre a Frente Parlamentar das Hidrovias, criada e coordenada por ele, que tem o objetivo de estimular e promover o modal hidroviário. “O implemento da hidrovia como modal de transporte contribui para redução do trânsito, menor consumo de combustível fóssil, menor emissão de gases poluentes e ainda possibilita o maior desenvolvimento dos municípios”.
Caramez explicou ainda aos vereadores que neutraliza as emissões de carbono produzidas em seu gabinete por meio do plantio anual de árvores. “Esta é uma iniciativa simples, que não dá trabalho”, estimulou o deputado.
 O secretário Xico Graziano concordou. “A sociedade está à frente de um dilema que não tem saída, por isso é primordial que todos se envolvam nessa questão. Se fortalecermos a base, ofereceremos a oportunidade de todos participarem e, assim, esse processo começa a se mover”, declarou.
            Com relação ao seminário, Misiara confirmou que a resposta dos vereadores tem sido positiva. “Já registramos 87 câmaras com projetos de leis espelhados na cartilha”, anunciou. O material usado como apoio pelos vereadores foi elaborado pela equipe técnica do projeto Município VerdeAzul em parceria com a UVESP e possui 50 sugestões de projetos de lei visando a preservação ambiental.
               Para Eduardo Jorge a política ambiental não é setorial. “Junto com as questões econômicas e sociais, a política de meio ambiente forma uma espécie de tripé. É uma política de integração”, disse.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.