Frente das Hidrovias comemora investimentos do Estado e União em obras na Tietê-Paraná

A Frente Parlamentar das Hidrovias, coordenada pelo deputado estadual João Caramez, comemorou a assinatura do Protocolo de Intenções para investimentos em obras na hidrovia Tietê-Paraná assinado pelo governador Geraldo Alckmin e a presidente da República Dilma Rousseff, terça-feira, dia 13/09, em Araçatuba. O documento garante a liberação de mais de R$ 1,5 bilhão para a implantação de programa para realização de melhorias na hidrovia, pleito da FPH que, desde sua criação, em 2006, defende investimentos no modal hidroviário para fomentar o seu aproveitamento múltiplo e sua exploração comercial e turística, de maneira sustentável.

Do total, R$ 900 milhões são provenientes do PAC 2 e R$ 600 milhões do governo estadual. O recurso será usado para projeto de modernização e ampliação dos 800 km da Tietê-Paraná no trecho paulista, de um total de mais de 2.400 km em toda a hidrovia, que transportou, em 2010, 5.776 milhões de toneladas de cargas como milho, soja, óleo, madeira, carvão e adubo.

Previsto para o período de 2011 a 2014, o montante destina-se a obras com objetivo de eliminar gargalos, como ampliação de vãos de pontes, melhoria nas eclusas e retificação e dragagem de canais. Estas ações permitirão a atração de cerca de 11,5 milhões de toneladas de cargas para a hidrovia, o que representa o dobro da movimentação de hoje.

“O investimento será destinado para eliminar os gargalos, as pontes estreitas, para abrir o canal, garantir três metros de profundidade em toda a hidrovia, os atracadouros de espera nas eclusas e melhora das eclusas e, pela primeira vez, a rodovia vai andar. Ela vai crescer 55 km, chegando a Piracicaba, a Artemis, onde encontra com a ferrovia e, numa segunda etapa, Salto, com mais 200 km”, declarou Alckmin.

Segundo Caramez, com esse investimento o Estado promoverá um equilíbrio para a matriz de transportes paulista, que é predominantemente rodoviária. “Além de desafogar o trânsito nas estradas, a maior utilização do transporte hidroviário contribuirá para reduzir custos na manutenção das rodovias, colaborando para um cenário com diminuição do valor dos pedágios e o consumo de combustível”, afirmou, lembrando que com os investimentos previstos no sistema poderá haver, até 2020, redução de mais de 20 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2, gás de efeito estufa) no estado de São Paulo, o que contribuirá para o combate às mudanças climáticas.

Melhorias na hidrovia

O plano contempla a extensão da navegação nos rios Tietê e Piracicaba e implantação de terminais na hidrovia. Além disso, estão previstas construção da barragem de Santa Maria da Serra, que permitirá ampliar a navegação em 55 km até o distrito de Artemis, em Piracicaba, e extensão de 200 km entre Anhembi até Salto. Neste trecho está prevista ainda a construção de barragem no município de Anhembi, que possibilitará a passagem das embarcações, principalmente no período de estiagem, até Conchas.

Quatro pontes terão os vãos ampliados, o que permitirá o tráfego de composições de até quatro barcaças. São elas: SP-333 (Cafelândia, Novo Horizonte); SP-425 (Penápolis e José Bonifácio); Ferrovia Ayrosa Galvão (Pederneiras) e SP-595 (Ilha Solteira, Pereira Barreto). Esta ação diminuirá a viagem em até duas horas por ponte, e reduzirá em cerca de 20% os custos de transportes.

Haverá ainda a modernização dos terminais hidroviários de Araçatuba, que permitirá a intermodalidade com a SP-463, e de Rubinéia, com a SP-320 e a Estrada de Ferro – EF 364. Serão realizadas também obras para a substituição das pontes existentes na SP-191 sobre o Rio Tietê e Piracicaba por pontes estaiadas e serviços de dragagem e retificação dos canais de Conchas, Anhembi, Botucatu, Igaraçu do Tietê, Ibitinga e Promissão, além de melhorias na infraestrutura das eclusas de Bariri, Ibitinga, Promissão, Nova Avanhandava e Três Irmãos.

Governador Geraldo Alckmin e presidente Dilma Rousseff durante evento em Araçatuba
Reunião itinerante da Frente das Hidrovias em defesa da Tietê-Paraná

Crédito/fotos: Gilberto Marques/ A. C. Paraíba

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.