Frente Parlamentar das Hidrovias entrega quarta-feira Carta de Barra Bonita a Aloysio Nunes

             Quarta-feira, dia 19, os integrantes da Frente Parlamentar das Hidrovias, coordenada pelo deputado estadual João Caramez, estarão no Palácio dos Bandeirantes para entregar a Carta de Barra Bonita– documento conclusivo da reunião itinerante realizada a bordo do San Marino (Barra Bonita/Jaú), no mês de junho-, ao secretário de Estado Chefe da Casa Civil Aloysio Nunes Ferreira, que será o portador da Carta ao governador de São Paulo, José Serra.
Antecedendo a ida ao Palácio, a FPH realizará, às 10h30, no Auditório Teotônio Vilela, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, uma reunião para discutir e elaborar a Carta que vai destacar questões de ordem tributária, legal e operacional.
O documento trará as principais reivindicações do setor para o melhor aproveitamento da Hidrovia Tietê-Paraná, destacando propostas que objetivam mais investimentos para o modal hidroviário e incentivos para o desenvolvimento econômico e turístico das cidades ribeirinhas.
A reunião contará com a participação de representantes do Governo do Estado de São Paulo, membros da FPH, além de prefeitos, empresários e ambientalistas.

Hidrovia e Meio Ambiente 

No cenário de discussões sobre mudanças climáticas, não se pode admitir peso menor ao transporte de qualquer natureza na emissão de gases de efeito estufa. Assim sendo, o trabalho realizado pela Frente Parlamentar das Hidrovias pauta-se na relevância e urgência de se promover o Transporte Sustentável, por meio da mudança da matriz de transportes, priorizando o aumento da utilização de modalidades com maior eficiência energética, menor queima de combustíveis fósseis e com menor emissão de quantidade de poluentes por unidade transportada, como a hidrovia, a ferrovia e a dutovia.
Como um dos modais de transporte que causa menor impacto ambiental, o transporte hidroviário não pode deixar de ser destacado na Política Estadual de Mudanças Climáticas. Nossos rios navegáveis, tais como o Piracicaba, Paranapanema, Paraíba do Sul, Grande, dentre tantos outros, assim como o conjunto de reservatórios hídricos munidos de eclusas como aqueles do Sistema Tietê-Paraná, representam o maior patrimônio natural que viabiliza um transporte –tanto de cargas como de passageiros– ambientalmente limpo, infraestruturalmente barato e operacionalmente seguro, com os menores índices de queima de combustíveis fósseis e de emissões de carbono na atmosfera, se comparado aos modais aeroviário, rodoviário e ferroviário.

Sobre a Frente Parlamentar das Hidrovias

           Criada, em 2006, pelo deputado estadual João Caramez (PSDB), a Frente Parlamentar das Hidrovias é composta por mais de 30 deputados e tem o objetivo de incrementar a utilização racional e integrada dos recursos hídricos do Estado de São Paulo para o transporte de cargas e passageiros e desenvolver o seu potencial econômico, em conjunto com as entidades representativas do setor.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.