Frente Parlamentar de Apoio à Mineração – Termo de Adesão

Considerando que a mineração em nosso país tem fortes raízes históricas, estando ligada, desde os tempos coloniais, ao processo de expansão das fronteiras econômicas, levando infra-estrutura a regiões carentes e contribuindo para a redução das desigualdades regionais;

Considerando que a mineração é uma atividade alavancadora do desenvolvimento, na medida em que induz a implantação de indústrias seqüenciais, propiciando a criação de empregos e a geração de renda;

Considerando que apesar dos benefícios econômicos da mineração, cuja exploração é ainda inferior à da média registrada por países desenvolvidos, a atividade tem sido prejudicada em razão de um visão distorcida, herdada do passado, que a considera danosa ao meio-ambiente e, portanto incompatível com o desenvolvimento sustentado;

Considerando que o desenvolvimento sustentado, sob um enfoque atual e coerente, não é possível sem o aproveitamento racional e oportuno dos recursos disponíveis, inclusive os não renováveis;

Considerando que a mineração está submetida à rígida legislação e que, além do caráter espacial restrito e do uso temporário da terra, utiliza tecnologias bastante avançadas, constituindo-se em um dos setores com melhores possibilidades de harmonizar-se com a preservação do meio ambiente;

Considerando que há inúmeros problemas, tanto em nível federal quanto estadual, que dificultam essa importante atividade e, por conseqüência, o desenvolvimento do setor;

Considerando, finalmente, que o Estado de São Paulo, que concentra o maior número de minas do país, requer a urgente adoção de uma política para o setor que estimule o aumento da produção de minérios de forma racional, viabilizando essa importante força econômica do nosso Estado,

Os deputados estaduais que esta subscrevem manifestam sua adesão à Frente Parlamentar de Apoio à Mineração no Estado de São Paulo, de cunho suprapartidário, para atuar em favor do desenvolvimento dessa atividade em conjunto com as entidades representativas do setor.

São Paulo,junho de 2006

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.