João Caramez toma posse nesta quinta-feira

  

João Caramez toma posse nesta quinta-feira

 

 

Tomará posse nesta quinta-feira, 15/3, para o seu terceiro mandato consecutivo o deputado estadual João Caramez (PSDB). O evento acontecerá na Assembléia Legislativa do Estado, às 15 horas. Caramez integra o grupo de 49 deputados reeleitos, do total de 94 parlamentares paulistas.

Conforme o Regimento Interno da Assembléia, a cerimônia de posse será conduzida pelo atual presidente da Casa, deputado Rodrigo Garcia (PFL), que tomará o juramento dos eleitos e lhes dará posse. Em seguida, começará a eleição da nova Mesa Diretora: presidente, 1º secretário, 2º secretário, 1º vice-presidente, 2º vice-presidente, 3º secretário e 4º secretário.

Os membros da nova Mesa assumirão os respectivos postos assim que proclamados vencedores e darão continuidade ao processo eleitoral até o último cargo. A exemplo da última eleição da Mesa na Assembléia, esta será feita com voto aberto, por meio do painel eletrônico.

Comissões

Apesar de oficialmente tomar posse apenas nesta quinta-feira, Caramez continuou trabalhando sem parar mesmo após as eleições de outubro do ano passado. O deputado participou de diversas comissões com objetivo de concluir de maneira satisfatória sua segunda legislatura.

“É o mínimo que eu posso fazer para retribuir a confiança de oitenta e cinco mil eleitores paulistas. Meu único compromisso é com aqueles que me elegeram e nada mais natural que eu cumpra isso por meio de muito trabalho”, disse Caramez.

Nesta terça-feira, 13, o deputado juntamente com os demais integrantes da Comissão de Representação que investiga o acidente da Linha 4 do Metrô, concluiu os trabalhos de investigação. Em relatório aprovado por 10 dos 11 integrantes da comissão, o relator Edmir Chedid (PFL) esclareceu que a peça elaborada não tem a pretensão de acusar ou inocentar ninguém da responsabilidade sobre o acidente, mas sim apresentar a contribuição da Assembléia Legislativa aos órgãos que continuam conduzindo as investigações sobre o desabamento – IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), Instituto de Criminalística e Ministério Público.

Já o relatório da CPI da Eletropaulo, que apura possíveis irregularidades na privatização da empresa, sugere o prosseguimento dos trabalhos de investigação na próxima legislatura. Para que os trabalhos possam continuar, uma nova comissão deverá ser instalada. Segundo o Regimento Interno da Casa, as CPIs em funcionamento devem encerrar suas atividades ao final da atual legislatura, o que acontece nesta quarta-feira.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.