Presidente do TJ recebe Caramez e comitiva do interior

O novo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o desembargador Roberto Antonio Vallim Bellocchi, recebeu na tarde da última quinta-feira, 17/4, em seu gabinete, o deputado estadual João Caramez (PSDB), autoridades de Ibiúna e de Itaquaquecetuba, que levaram ao desembargador algumas reivindicações de suas cidades.
Primeiro, Caramez acompanhou a comitiva de Ibiúna, composta pelo prefeito Fábio Bello, pelo ex-prefeito Jonas Campos e por juízes do Fórum local e integrantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Segundo eles, a população de Ibiúna sofre com as instalações do Fórum municipal que está localizado num prédio antigo, pequeno, sem infra-estrutura e segurança adequada. “A prefeitura já destinou um novo prédio, no Centro da cidade. Falta apenas a autorização da secretaria da Justiça para que a mudança ocorra”, explicou o deputado Caramez. Segundo ele, os representantes da cidade fizeram questão de serem recebidos pelo novo presidente para expor a situação de Ibiúna.
Bellocchi confirmou a legitimidade do pleito e se colocou à disposição do município para somar forças contra as dificuldades enfrentadas pelos profissionais da Justiça. Para o desembargador, embora o Estado tenha avançado consideravelmente nas questões juridicionais, São Paulo ainda enfrenta grandes desafios. “Temos mais de 40 fóruns em dificuldades em todo o Estado. Mas tenho certeza de que aos poucos essa situação será revertida”, esclareceu.
Itaquaquecetuba
Após esta audiência, o desembargador recebeu a comitiva de Itaquaquecetuba, liderada pelo presidente da OAB local, Vagner da Costa, juízes do Fórum, Valdir Coelho, presidente do PSDB municipal, e o vereador tucano Celso Reis. A cidade, segundo eles, necessita da instalação de mais três varas de família – duas cíveis e uma criminal – para que os serviços da Justiça sejam agilizados na cidade.
“Precisamos mobilizar esforços para que o pleito seja atendido senão completamente que seja pelo menos em parte, porque entendemos a necessidade de celeridade nos trabalhos juridicionais”, disse o deputado, ao presidente do TJ.
Comitiva de Ibiúna – ao centro, Caramez e o presidente do TJ

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.